segunda-feira, dezembro 26, 2005

chupala33


38 comentários:

presidente disse...

Sobre as últimas na saúde ... pagamento aos médicos á peça .... não lembrava ao menos entendido ... porque é um desperdicio gastar dinheiro "para ver doentes".
O doente merece respeito e como tal tem de ser observado e orientado independentemente de se dirigir a um serviço muito ou pouco solicitado ...
O Serviço Nacional de Saúde (SNS) não está velho ... está gasto por atitudes como esta que permite que um ser humano doente, se se dirigir a um serviço de urgência que tenha um movimento de doentes baixo ... será uma "peça vista e contabilizada para pagamento" ... onde se viu isto???!! com que resultados...???!!! ...que cabeças iluminadas ... só mesmo de um presidente ... da asneira.
Será que ainda se continua a dizer que o RRE dos médicos nos centros de saúde foi bom ..!?!??? Será que melhorou a qualidade ...??? E a disponibilidade para o doiente em horas fora de horário de expediente ...??!! ...Senhor Ministro veja as coisas e não faça mais uma asneira como a senhora Leonor Beleza que destruiu o que os Médicos tinham de melhor e funcionalizou-os com as célebres carreiras médicas ....quem perdeu foram os doentes e ... os contribuintes ... LIBERALIZE-SE O ACESSO DOS DOENTES AOS MÈDICOS ... haja concorrência sã e leal e haja qualidade ... Senão, para que servirá a ERS ... para decoração do SNS ...???!!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

Sobre as novas "na saúde" parece que afinal este País viveu sempre na abundância ... parece que temos(?) 74 ou 75 serviços de urgência (?!) e ... veja-se e pasme-se ...só necessitaríamos afinal de uns 34 ...
Quem são os responsáveis por semelhantes desperdícios? Quem apadrinhou e patrocinou semelhante monstro se é que ele existe de facto? Quem garantiu a qualidade destes serviços "afinal desnecessários"?
Temos de conhecer ipsis verbis os verdadeiros responsáveis por tudo isto ... porque caso contrário tudo não passará de uma manobra para dar mais folego ao orçamento ... à custa dos doentes.
Já agora, Urgências em Centros de saúde ?? ... deixem-me rir enquanto posso e tenho saúde ....Não vou por aí ....!!!Boas Festas e BOM ANO NOVO

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

Farmácias .... era uma vez um monopólio ... legal ... que tanto dinheirinho deu ... a quem era e não era farmacêutico ...
A Autoridade da Concorrência (AdC) afinal que andou estes anos todos a fazer ...???!!... ver navios ....da saúde.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

O que tem feito "acordar" a Autoridade da Concorrência (AdC) para a realidade dos negócios das farmácias e afins ... Será que não a "acorda" para as outras realidades da saúde ... da falta de concorrência sã, leal, competente e de qualidade, nomeadmente, entre o público e o privado, entre os prestadores que são simultâneamente funcionários públicos e prestadores privados com todas as consequências destas inadmissiveis promiscuidades, nomeadamente em desperdicios gravissimos de recursos ....É tempo de haver concorrência em todos os sectores de qualidade e com equidade ... aguardamos pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS) e, que a Autoridade da Concorrência (AdC) também desperte para este lado ...que há muito para ver ...e mudar... em prol da qualidade, disponibilidade, dedicação e competência.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

Será que alguém de bom senso, pode pensar que vai colocar a funcionar um sistema, legitimo herdeiro das antigas caixas de previdência...com todos os seus vicios, buricracias, má educação, defeitos e completamente anquilosado ..??!!
LIBERALIZE-SE O ACESSO DE TODOS OS MÉDICOS à PRESTAÇÃO DE CUIDADOS DE SAUDE AOS DOENTES.
Quem tem medo da livre concorrência? Quem teme a competitividade ? ...

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INSULINA INALADA
Foi recentemente aprovada pelas autoridades sanitárias dos EUA (FDA) a introdução no mercado de medicamentos desta insulina como uma nova opção de tratamento para a DIABETES MELLITUS TIPO I.
Contudo há cuidados desde já a referir e a acautelar:
1) Não dispensa de modo algum os cuidados higieno dietéticos para bom controlo da doença, 2)Não deve ser usada sem que préviamente seja bem avaliada a capacidade e função respiratória do doente, 3)Não indicada em fumadores nem naqueles que fumaram até há pelo menos 6 meses, 4)Não se recomenda nos asmáticos, nos bronquiticos e nos enfizematosos, 5) Deve ser reavaliada com periodicidade de 6/6 meses a função e capacidade ventilatória caso não haja outra sintomatologia.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INSULINA INALADA pode constituir mais um contributo terapêutico mas, não é a resolução do problema da Diabetes Mellitus Tipo I. A "comodidade" de administração será suficientemente compensadora relativamente aos potencialmente graves efeitos laterais ??!!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

MERCEEIRO ... IMPETUOSO... sem visão estratégica ....

Num País com um Ministério da Saúde que, gasta 1/4 dos impostos cobrados e, não consegue garantir cuidados de saúde e, muito menos, cuidados na doença aos seus cidadãos para além dos horários de expediente (diga-se das 9 às 14 horas ...), só devia apelar pela substituição do seu titular ... que, para além do mais ... tem comportamentos e atitudes de um merceeiro impetuoso ... sem qualquer visão estratégica e de futuro para este sector estratégico para o País!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

- CUIDADOS PRIMÁRIOS DE SAÚDE -
uma história a decorrer e ... começa mal contada ....

UNIDADES de SAÚDE FAMILIAR
- USF(iasco)

Afinal,com a tão propagandeada "reforma dos cuidados primários de saúde" diga-se serviços da caixa, como, sendo um "novissimo" e "generoso" produto de saúde "made in" Av.´Crisóstomo Teixeira sita no Ministério da saúde, porque é que, passado 1 mês depois de oficialmente abertas as candidaturas a USF, só apareceram 80 candidatos quando se prepara o lançamento de 100 USF (... com que qualidade ...!?) pelo que, nem sequer chegam para conseguir as 100 inicialmente previtas para este ano. Certamente, pela "tanta" bondade de tanta oferta que ... não conseguiu ludibriiar os profissionais de saúde ... cómodamente instalados nos quadros de pessoal das respectivas ARS ...mesmo que, só tivessem de oferecer "mais do mesmo a troco de mais uns euros" ...
Sendo exuberante a publicidade com o tremendo (in)sucesso desta novel e patética "ideia" governamental, afirmando-se aos sete ventos, que mesmo com estas "ridiculas" 80 candidaturas a USF(iascos) representam um "aumento de 14,5% no acesso a um médico de familia" ... vale a pena recordar que, em Portugal, pela letra da lei em vigor ... todos os Portugueses dispõem de um serviço de saúde tendencialmente gratuito e de "médico de familia" ... mas, mais de 2 milhões de Portugueses não tem Médico Assistente e ... fora das horas de expediente (diga-se das 10 às 14 horas) ... 10 milhões de Portugueses ficam sem Médico, sem assistência na doença pelo que têm de recorrer às tristes e desumanas "urgências".
Para o senhor Ministro "reformador" será que o importante se consegue com o "acesso" ou ... antes, pela disponibilidade dos prestadores com qualidade, quantidade e competência!????
Acesso não significa disponibilidade e, muito menos serviço com atendimento.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

ACESSO aos CUIDADOS de SAÚDE

O senhor Ministro da Saúde com espirito de merceeiro impetuoso, fica muito feliz com a sua propaganda de que "aumenta o ACESSO aos cuidados médicos" ... verdade se diga, que até cumpre mais do que exigem os preceitos constitucionais em vigor ..!!
Mas, deveria ser confrontado com a triste realidade, de que apesar de tão generoso "acesso" ....são 10 milhões os portugueses que não têm Médico Assistente depois das 14 horas e, para conseguir uma vaga nos horários de expediente entre as 9 e as 14 horas ... têm de ir tentar a sua sorte no Centro de saúde às 3 horas da manhã na esperança de conseguir um lugar ...para uma VAGA.
Vergonha, tem limites ... enxergue-se senhor Ministro ... Porque, não basta ao Doutor Correia de Campos andar "nestas coisas da saúde há 40 anos", é preciso resultados e eficácia que, o senhor não cultivou nesses "longos anos de experiência" e, também o minimo de seriedade para com os cidadãos, pelo menos, por respeito áqueles 25% de receitas dos impostos que o senhor gasta no seu Ministério ... para nos oferecer isto ...!!!!
Prestar assitência Médica e cuidados de saúde é muito mais do que tratar muito bem os números ... para isso, bastava só um contabilista ...

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

SERVIÇO NACIONAL de SAÚDE - SNS

Sabia que:

1) O serviço nacional de saúde inglês (HNS - Health National Service), tem sido e continua a ser desde há longos anos a referência mentora do nosso SNS ?!!

2) Que, está constantemente a ser colocado em causa, quer pelos deficientes serviços que presta às populações, quer pelos elevadíssimos custos que são inerentes aos mesmos. Que se encontra descapitalizado, sem perspectivas e, práticamente falido apesar de todos os balões de oxigénio ideológico e das constantes "politicas de boas vontades" !?!

3) Sabia, que o serviço nacional de saúde inglês (HNS) emprega directamente quase 1,5 milhões de pessoas ?!!

4) Sabia, que o serviço nacional de saúde inglês (HNS) é tão sómente, o QUARTO maior EMPREGADOR do Mundo?!!! ... Bem distinto do sistema de saúde Francês, altamente competitivo e de qualidade classificado nos cinco melhores do mundo ...mas, onde o doente tem a liberdade de escolha e ... onde os Médicos têm acesso universal à prestação de cuidados de saúde em competição sã, leal e de qualidade ....sem as grilhetas e promiscuidades público / privadas !!

5) Sabia, que mesmo assim, o sistema nacional de saúde inglês (HNS) não consegue corresponder às necessidades mais básicas dos ingleses - que têm listas de espera para tudo mesmo de consultas, nomeadamente e também listas de espera de cirurgia, que é das mais extensas nos países desenvolvidos - e, que por isso têm de contratar cirurgias no estrangeiro ??? ... aspectos que nos são tão familiares ...Situação, que se existisse em França daria certamente lugar a violentos e legitimos protestos com manifestações de rua ...!!!

6) Consegue perceber porque é que o HNS está FALIDO ...

7) Consegue perceber porque é que o nosso SNS está tão mal ... e vai de mal a pior ...!!?

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

LIBERDADE na SAÚDE

1 - Foi com prazer que tomamos conhecimento do fim do monopólio que desde há décadas vigorava no negócio dos medicamentos;

2 - Será importante que se informe o País se houve qualquer acerto prévio com a Associação Nacional de Farmácias (ANF), nomeadamente e também, se a ANF beneficiou de alguma espécie de cedência relativamente à futura exploração das RENTÁVEIS FARMÁCIAS HOSPITALARES. Se houve, o País deverá conhecer os meandros do negócio, que na nossa perspectiva deverá ser concessionado por concurso público e só;

3 - A liberalização iniciada na SAÚDE (na área do medicamento) terá de se estender à ÀREA ASSISTENCIAL devendo terminar-se o monopólio nas estruturas tuteladas pelo Estado, permitindo-se entre outros, o LIVRE ACESSO DE TODOS OS MÉDICOS À PRESTAÇÃO DE CUIDADOS DE SAUDE E ASSISTÊNCIA NA DOENÇA, numa concorrência sã, leal e regulada com competência e disponibilidade devendo a primeira e ultima palavra pertencer ao cidadão em beneficio da qualidade a bem do doente.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

SAUDE - DESPESISMO - CAOS

1. sabia que o Estado paga anualmente mais de 300 milhões de euros só em horas extraordinárias aos Médicos ...??!!

2. Sabia que agora a ideia luminosa do ministério da Saúde foi recomeçar a contratar Médicos Estrangeiros ... que nem sequer conhecem a nossa lingua ...!!!???

Qualquer Médico Português, que vá trabalhar para qualquer País da UE, tem de saber falar correctamente a lingua desse País .. é condição sin qua non para ser aceite nem que seja para estagiar ...em Portugal ao que parece ... O GESTO É TUDO ??!!!... quo vadis Dr. Correia de Campos ....

3. Caos, desorganização, desperdicio, ausência total de visão e de estratégia, falta de planeamneto em função das necessidades e das disponibilidades, cedência aos lobies autárquicos e outros (como ANF ?), ... ausência de uma CARTA HOSPITALAR ... AUSÊNCIA DE UMA CARTA DE ASSISTÊNCIA NA SAÚDE E NA DOENÇA ... enfim ...é tudo isto mas agora também com profissionais de saúde com total desconhecimento da nossa lingua ... provenientes de contingentes de desempregados nos respectivos paises de origem ....com que experiência clinica??!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

DIABETES MELLITUS TIPO I (Juvenil)
- VACINA em desenvolvimento ...?!!

- encontra-se em testes uma provável VACINA para esta doença.
Será uma realidade ou uma miragem ?

Aguardamos e "fazemos força" para que tal vacina seja uma realidade em breve, no sentido de contribuir para a resolução de um ENIGMA (DIABETES MELLITUS TIPO I) que tanto preocupa a Medicina moderna e, que duma forma ainda inexplicada, tantos incómodos acarreta a cerca de 10% dos diabéticos.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

CONTAS da "SAÚDE" ...

Ficamos estes dias a saber que:

- O custo de cada utente inscrito nos Centros de Saúde é de - 263 euros / ano - (!!?) - quando ... UM MILHÃO de CIDADÃOS continua (grande parte até nunca teve...) sem MÉDICO ASSISTENTE;

- O custo de cada consulta realizada no SNS é de - 68 Euros - !!??

Já alguém de bom senso tinha sequer imaginado o tamanho e a dimensão destes desperdicios ...??!!

Mas, se acrescentarmos Á PÉSSIMA QUALIDADE DE ATENDIMENTO, a FALTA DE DISPONIBILIDADE e de DEDICAÇÃO, associada à DESUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS, podemos fácilmente imaginar e DIMENSÃO DO MONSTRO ...que, unicamente (sobre)vive para se "alimentar" a si e NUNCA para servir os cidadãos.

Já agora:

- QUANTOS MÉDICOS PRIVADOS - sem qualquer custo salarial e de "mordomias" para o Estado - COM COMPETÊNCIAS, com QUALIDADES PROFISSIONAIS E ACADÉMICAS, com bastas provas dadas no terreno, NÃO ESTARIAM DISPONÍVEIS PARA PRESTAR SERVIÇOS DE ELEVADA QUALIDADE SOMENTE POR DOIS TERÇOS DESTES MONTANTES (!!??) ...que levam a valores de desperdicio astronómicos ...!!

Bastava, tão sómente, permitir o LIVRE ACESSO dos MÈDICOS À PRESTAÇÃO de CUIDADOS de SAÚDE ...porque, os CIDADÃOS e os DOENTES sabem escolher, quem tem capacidades e condições para os acompanhar na SAÚDE e na DOENÇA.

Aguardemos, que depois destas conclusões, que sómente pecam por muito tardias - APESAR DE HÁ MUITO SEREM ÓBVIAS - venha a imperar o BOM SENSO ...e, que o mesmo predisponha à realização de politicas pensadas, convenientemente estudadas e estruturadas, em detrimento de medidas avulsas usando mais do mesmo, muito mais caro com uma tónica "economicista" ...que de algum modo pode merecer o apoio dos CIDADÃOS.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

CONTAS na SAÚDE - 2

- após o nosso último comentário neste site fomos gentilmente abordados por muitos colegas de várias Especialidades Médicas seja da Carreira Hospitalar como dos Cuidados Primários que, imagine-se, estão totalmente disponíveis e muito interessados em assumir a prestação de cuidados de saúde aos doentes por custos 50% inferiores áqueles divulgados ... !! METADE do PREÇO sem outros custos para o Estado e para o erário público ...!! Será que no Ministério da Saúde não há feed back destas realidades e destas disponibilidades ...???!!!
Saúde e Cuidados de saúde por METADE DO PREÇO ...??!!!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

Saúde: PUBLICA vs PRIVADA, PELO SEVIÇO NACIONAL DE SAUDE (SNS)

- Será o inicio do fim da PROMISCUIDADE imoral e viciosa ?

Temos de saudar, porque nos congratulamos, com a nova atitude e postura inteligente, que o Sr. Ministro da Saúde vem assumindo na gestão do seu Ministério.

Daí, porque concordarmos plenamente e apoiamos esta medida verdadeiramente inovadora quanto corajosa - que só peca por tardia - de se começar a lançar a separação entre, funcionários públicos da saúde e simultâneamente prestadores privados de saúde, que no minimo ...é IMORAL!

Estamos certos, que será uma medida fundamental para se iniciar a "desnatação" de vicios graves, entre eles, a promiscuidade imoral vigente que, não permite uma concorrência sã, ética e leal, entre os intervenientes dos dois sectores.

Contudo, para ter sucesso, terá de se continuar por diante e, permitir que TODOS OS PROFISSIONAIS de SAÚDE tenham acesso à prestação de cuidados de saúde aos cidadãos e aos doentes em perfeita igualdade e concorrência independentemente de pertecer ao sector público ou privado.

Ganham os cidadãos, ganham os doentes, ganha o Estado e, ganham também os profissionais de saúde.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INEM
Serviço de Emergêmcia Médica

- Existe de facto um serviço ?? ...ou um simulacro ...

No dia 11 de Fevereiro fomos solicitados pelas 13 horas para uma assitência no domicilio a uma nossa doente que "se sentia muito mal". Chegamos às 13.55 horas, com a observação da doente e com os dados de anamnese recolhidos, pudemos constatar de imediato, com grande margem de certeza, que se tratava de um ENFARTE AGUDO DO MIOCÁRDIO e, muito provávelmente, da parede inferior. De imediato demos instruções para se contactar o INEM através do 112, identifiquei-me e expus o caso, pelo que, o meu interlocutor decidiu remeter-me para um colega Médico de serviço. De imediato concordou que seria necessária no local a assistência com apoio de um carro medicalizado (VMER) da área e, que o mesmo encontrava estacionado em Penafiel. Realizou de imediato o contacto ...mas informou-me ... que não havia carro disponivel ...!!? Passados cerca de 25 minutos chegou uma ambulância, com bombeiros simpáticos e solicitos, com oxigénio ... mas sem água no reservatório ...

Enquanto profissionais de saúde e enquanto Médicos, podemos aceitar que isto é um verdadeiro serviço de emergência ...?!?!?... ou não passa de uma fraca imitação ...??

Convém recordar, que na área do Vale do Sousa à qual aquela VMER deveria dar e garantir uma verdadeira cobertura médica de emergência, existem 500.000 pessoas ...!!!!

Enquanto cidadão não posso ficar tranquilo e por isso atrevo-me a denunciar que NÃO EXISTE UM VERDADEIRO SERVIÇO DE EMERGÊNCIA MÉDICA pelo menos no Vale do Sousa e que ... esta situação a prevalecer irá custar muitas VIDAS.

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INEM
... serviço ou ... simulacro ...??!!

Onde se lê 11 de fevereiro dever-se-á ler 11 de Janeiro de 2007 que é a data em que ocorre o episódio descrito ....

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INEM ...
Será que existe...?!!!
ou ... estaremos perante um simulacro de um serviço que ...se pretende e deveria ser de emergência médica ...???

Afinal de quem foi a culpa do APAGÃO no 112 que ocorreu ontem ...?? Mais uma vez ...

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

INEM - EMERGÊNCIA MÉDICA (VMER)
- enquanto serviço será que alguém ou entidade de bom senso e conhecimento, pode sequer admitir que ... existe mesmo??!!!
... Para nós, não passa de uma miragem ...que, lamentável e irresponsávelmente, continua a custar VIDAS ...

INEM vs SERVIÇO NACIONAL de SAÚDE (SNS) - ficamos a saber pela boca do titular da saúde que, imagine-se, "o INEM pertence ao SNS e ... por isso não se lhe faz inquéritos" ... mesmo que se detectem e comprovem abundantes e vastos comportamentos no minimo ... de total ausência ...!!
Será que o sentido de responsabilidade não tem aplicabilidade .... mesmo à CUSTA DE TANTAS VIDAS ??!! ... estamos a falar de um "pretenso" serviço público ! No minimo isto é ... surreal ?!!!

O Senhor Ministro da Saúde de facto não tem mesmo jeito ... mesmo depois de "estar 40 anos na saúde" ... ou, será mesmo por isso ....!!!?

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

MÉDICOS PÚBLICOS vs PRIVADOS:

1 - qual a diferença?

2 - será que há responsabilidades e/ou competências diferenciadas? Se não existe porque não se faz a separação das águas ...?!!!! Para que se possa conviver e, competir com ética, lealdade e competência ...

MINISTRO que AVANÇA e RECUA ...por clara e objectiva falta de sentido politico para a saúde, ausência total de um projecto de saúde para o SNS, falta de sentido de responsabilidade, ausência de capacidade decisão e de gestão ... Mantém-se a promiscuidade do funcionário público de saúde e simultâneamente prestador privado de saúde ... no minmo desleal.

E ... a Entidade Reguladora de Saúde (ERS)? ... Existe? para quê?!!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

SAÚDE vs AUTARCAS

MINISTRO vs DOENÇA

- A novidade das novidades recentemmente inventada pelo Sr. Ministro da Saúde e, corroborada com a inteligência "óbvia" de alguns autarcas (... que, diz-se, zelam pelo interesse das "suas" populações !!???...), é a substituição de SERVIÇOS e CUIDADOS MÉDICOS por veiculos de transporte e assistência rápida ...no minimo caricato!

Mas, se a moda pega ...e, pela tristes experiências que vamos tendo com o desempenho do INEM, teremos fortes razões para questionar qual o destino destas "viaturas" ...que já estão a substituir os cuidados médicos !!!

Clínica DR.MEIRELES-BRANDÃO disse...

VIATURAS a "substituir serviços médicos e clínicos" ...??

Só podia ser mesmo em Portugal e ...só com certos autarcas ...!


- No principio são novas, geram entusiasmo e muito voluntarismo ...mas, depois, porque não há verbas para as reparações, para o combustivel, para o pessoal Médico e de Enfermagem, não há um quadro de pessoal disponivel e regular (funciona só com base em "carolice"...) ... e pronto ... o costume ...paralisam-se os serviços, "justificadamente" ...!!

Os senhores autarcas, aqueles mais lúcidos e inteligentes, que se preocupam de facto com as "suas" populações, certamente, que terão de pensar mais vezes, antes de optar por este facilitismo tão bacoco, que, só serve para "esconder o sol com a peneira" porquanto, não representa sequer minimamente, uma resposta adequada e estruturada aos problemas de saúde mas, fundamentalmente, aos doentes ...!!

Mas, será certo que, posteriormente, terão e deverão ser responsabilizados, respondendo pelos seus actos e pelos acordos que subscrevem, porque, está em causa a vida, a saúde e o bem estar das pessoas e de populações inteiras.

As viaturas de emergência médica (VMER) jamais, e em local civilizado algum, servem para substituir os cuidados médicos e os serviços clínicos, só por ignorância ou má fé é que se fazem "ofertas" destas às populações.

As VMER, devidamente equipadas e num serviço devidamente estruturado (QUE NÃO ACONTECE ACTUALMENTE), são fundamentais na prestação de serviços médicos às populações, num contexto de complementaridade na emergência dos serviços médicos ... mas e sempre enquanto serviço estruturado e responsável (que actualmente não existe enquanto tal ...) e, a funcionar sem apagões de 112 onde a culpa morre solteira (!?), com uma permanência e disponibilidade que ainda não constatamos, com qualidade e com competências da qual muito duvidamos, ... enfim está a começar ...a dar os primeiros passos, mas, que comece bem, com funções e responsabilidades muito bem definidas, para bem de todos nós cidadãos, que terá de acontecer numa estrutura e com resposta muito diferente da actual.

CM-B Clinical service disse...

- ONCOLOGIA com listas de espera de SEIS MESES...!

- Um Ministro da "Saúde" com SEMELHANTE DESPREZO PELA DOENÇA dos cidadãos e, com tanto desrespeito pela SAÚDE da POPULAÇÃO só pode estar a contribuir para o caos, miséria e subdesenvolvimento ...!

CM-B Clinical service disse...

- NASCER PORTUGUÊS ...! Como e onde...?

- Há 30 anos, os Portugueses, consequência do seu subdesenvolvimento a todos os niveis, nasciam em casa na sua esmagadora maioria, seja com a ajuda e companhia dos familiares, de parteiras e de "habilidosas".

- Actualmente, podem nascer em maternidades privadas (licenciadas pelo Ministério da Saúde!) a funcionar com exigências diferentes daquelas aplicáveis para as do sector público, ou, então, nascem mesmo numa A "qualquer coisa" ou, em Espanha ...!Cenário deveras extraordinário elaborado e concebido por uns quantos burocratos (des)responsáveis! ...Tudo isto, no País que foi campeão no combate de sucesso à mortalidade infantil ...

CM-B Clinical service disse...

"SUSTENTABILIDADE DO SNS ..."

- ADSE e transparencia vs
SNS com nebulosidade e com desperdicio


- Actualmente, o País convive com esta coisa extraordinária que são os "estudos" elaborados por umas quantas "comissões" ...que, dão respostas e resultados para todos os gostos, feitios e oportunidades.

- Nesse vendaval de "estudiosismo", relacionado com o tema da "sustentabilidade do SNS" aparece/lança-se na opinião pública a conclusão das conclusões: deverá terminar-se com os subsistemas de saúde e, desde logo, aparece um - a ADSE, que por acaso, é tão sómente, o único que tem controlo de custos e de gastos, que sabe o que custa cada cidadão nele inscrito e que, por sinal, entre outras muitas qualidades, é dos raríssimos subsistemas onde os seus beneficiários dispendem uma contribuição mensal directa para as suas receitas, que não prevê isenções de taxas moderadoras ...e, que tem controlo de custos e de gastos.

- Assim, como é organizado, como permite a concorrência leal e ética, como também pode ser regulado pelos seus beneficiários que devem ser responsabilizados, e, como é um excelente exemplo daquilo que deverá ser um bom serviço de saúde, a exemplo daqueles com o sucesso de todos nós conhecido como a França, Alemanha, Finlândia, Holanda, Bélgica, Suécia, Japão, Austrália ..., em detrimento dos grandes fracassos como é paradigma o Serviço de Saúde Inglês (HNS), que, teimosamente, persistimos em imitar e a seguir até nas malfadadas listas de espera ...!

- Por tudo isso e, porque a ADSE permite a liberdade de acesso de todos os Médicos à prestação de cuidados e serviços de saúde, onde o Cidadão tem liberdade e a responsabilidade de escolher, porque está estruturado e organizado, porque funciona e é exemplar ... tem de se acabar com ele! Extraordinário!

- Quanto àquela coisa opaca do SNS que é a "Caixa", fonte de desperdicio, de arranjinhos entre os funcionárrios públicos simultâneamente prestadores privados de serviços e cuidados de saúde de saúde, de filas de espera de muitas e várias horas para uma eventual "consulta de recurso", desumanizado e disfuncional, onde, imagine-se, o custo médio de consulta/cidadão é de 65 euros!! que, na maior parte dos casos, se limita a reemissão de receituário e, onde, uma pesquisa de glicemia capilar (que qualquer diabético pode e deve realizar no seu domicilio), onde uma "avaliação de tensões" que tem de ser préviamente marcada, são aqui registados como actos de enfermagem ... Enfim, ao que consta desses "estudos" ... um serviço com estas e muitas outras caracteristicas deve continuar!
- Será que estamos a lidar com as mesmas realidades, ou será que essa gente extraordinária está noutro planeta? É certo, que até conseguiram fazer todos os calculos de todos os tempos para chegar aos Hospitais e serviços de saúde de referência, foi "tudo muito bem calculado e tudo muito certinho" mas ... em linha recta! O pior, são as curvas dos bombeiros, das distâncias reais, das coloridas triagens de manchester, das estradas com condicionamentos de toda a ordem, enfim das mais variadas contingências da vida...!

- Mas, como já sabemos que para este Ministro, só contam as contas e, que, se um Médico num SAP salvar uma vida do ÚNICO doente que viu nessa noite, esse SAP deve fechar porque só se observou um "utente" da meia noite às oito ... Contas e valor da VIDA.

CM-B Clinical service disse...

A SAÚDE...que temos!

1 . VENDAS NOVAS...foi...uma lição?!

2 . Um sistema de saúde (público ...) com listas de espera para DOENTES ONCOLÓGICOS? ... de mais de 6 meses? para Cirurgia? para tratamentos, nomeadamente de radioterapia? ...Não oferece o minimo de garantias e demonstra um total desprezo pela saúde dos cidadãos!

3 . Na ADSE, como não existem listas de espera ...tem controlo de custos, ... os seus beneficiários contribuem mensalmente com uma percentagem dos seus vencimentos para o sistema; não existem isenções de pagamento de taxas moderadoras para os seus beneficiários; ... conclusão do Dr. Jorge Simões: a bem da equidade (?) deve-se acabar com a ADSE, porque funciona bem...e tem controlo de custos, que não existe no Serviço Nacional de Saúde (SNS), onde, imagine-se, uma consulta fica por um custo médio de 65 euros ... ao orçamento de Estado! ...extraordinário!

CM-B Clinical service disse...

COMISSÃO DE "PERITOS" PARA SUSTENTABILIDADE DO SNS

- Hoje, numa entrevista a um jornal diário (Público de 03Jul007), o Dr. Jorge Simões assume as conclusões do "relatório de peritos sobre sustentabilidade do SNS" e pergunta se "faz sentido, passados 30 anos da criação do SNS, continuar a financiar a ADSE, um subsistema que dá resposta a apenas uma fatia (cerca de 1,5 milhões de cidadãos...!)dos portugueses". Assume as várias recomendações, entre elas, terminar com tal subsistema (a bem da equidade ... e, diga-se, da satisfação da inveja daqueles que não lhe têm acesso ....) mas ... também afirma textualmente "QUE NÃO FORAM ESTUDADAS ATÉ AO FIM TODAS AS CONSEQUÊNCIAS DAS MEDIDAS SUGERIDAS" ... extraordinário!

Fazem-se propostas e sugestões levianas e irresponsáveis, porquanto mal fundamentadas,nem nos objectivos, nem nos métodos, nem nas graves consequências para a saúde e bem estar dos cidadãos, e ... depois vê-se!

No minimo, as atitudes e relatórios desta natureza, no qual há um manifesto desrespeito por UM MILHÃO E MEIO DE PORTUGUESES ("uma fatia"....), merecem total repúdio porquanto se atreve a propor "ementas" para uns tantos cozinharem e, os outros, os do costume ... que as paguem!

- Já agora e, para melhor avaliação das consequências:

- Foi ponderado (caso acontecesse a extinção da ADSE) se o SNS fica com capacidade de resposta para este "pequeno" milhão e meio de portugueses?

- Quando se fala de custos, tem de se realizar as indispensáveis comparações, no sentido de determinar se, os mesmos custos, podem ou não reverter em beneficios. Assim, foi efectuado algum estudo comparativo, entre os resultados obtidos para a saúde e bem estar nos beneficiários da ADSE e, aqueles obtidos nos beneficiários do SNS em situações idênticas?

- Foi estudado com rigor porque é que práticamente são inexistentes as listas de espera de cirurgia e de consulta para os beneficiários da ADSE? Avaliou-se com rigor a importância destes factos e os custos económicamente positivos inerentes aos mesmos?

- Foi avaliado com rigor a eventualidade de existência e a sua real dimensão nas "baixas fraudulentas" num e noutro sistema?

- Foram considerados aspectos da morbilidade existentes nas patologias comuns aos dois sistemas?

- Avaliou-se com rigor o custo na prestação de cuidados de saúde e a qualidade dos mesmos num e noutro sistema?

- Qual é a verdadeira contribuição de cada cidadão para sustentar os elevadíssimos custos (e grandes desperdícios) do SNS e, nomeadamente, aquele afectado aos chamados "cuidados saúde primários" que não garantem assitência médica a cerca de 700.000 portugueses e, mesmo àqueles que "tendo Médico de Familia", têm de aguardar por consulta 2 e 3 meses ...pelo menos e, independentemente do seu estado de saúde!

No minimo e, já que se fala de equidade, seria definitivamente bom que os portugueses fossem positivamente exigentes relativamente à sua saúde, mais solidários e, firmes na defesa de medidas de "equidade" positivas e em grande, elevando os seus niveis de exigência (Saúde de qualidade, em quantidade e disponibilidade para todos) e, a baterem-se contra todas as medidads "equitárias" pela negativas (que bisam destruir o que de bom funciona na saúde).

Assistência na Saúde e Cuidados na doença com qualidade, disponibilidade e quantidade para todos os cidadãos.

CM-B Clinical service disse...

AS CONTAS da SAúDE ...EPE ...
...as do Sr. Ministro e ...a realidade !

- Foi informado o País de que as contas dos hospitais EPE (empresarializados...) foram equilibradas este ano ! Realçou-se mesmo o H.S.João, onde tem vindo a ser realizado um trabalho de modernização e de reorganização notável e ... o IPO do Porto! Factos que se saudam ...mas, os cidadãos não foram devida e convenientemente esclarecidos, porque é que, com "tão bons actos de gestão" os doentes oncológicos continuam a aguardar cirurgia cerca de 6 meses? Porque é que aguardam tratamentos de radioterapia vários meses? Porque é que aumentam as listas de espera de cirurgia? Porque é que existem consultas de especialidade nestes hospitais pura e simplesmente fechadas e ... já nem sequer apresentam as já demasiado gastas "listas de espera"! Enfim ... será que foi com estas e muitas outras carências dirigidas aos cidadãos doentes que se conseguiram estes resultados ?! Convinha um esclarecimento honesto e cabal ... porque, ainda se gasta neste ministério 1/4 dos impostos cobrados ...! Propaganda não trata e nem sequer cura doenças ...!

CM-B disse...

SISTEMA DE SAUDE PORTUGUÊS (SNS):
- CLASSIFICAÇÃO NO CONTEXTO EUROPEU

Vimos de tomar conhecimento que o SISTEMA de SAÚDE NACIONAL (SNS) se encontra presentemente classificado em 19º LUGAR entre 29 países Europeus, tendo descido 2 lugares no ranking e, temos como parceiros, entre os países recentemente admitidos no seio da UE, a Inglaterra!
Agora, parece tornar-se cada vez mais evidente, porque é que nunca devíamos imitar e ter como referência o Serviço Nacional de Saúde Inglês (NHS) que, para além de muito mal classificado, de imensos desperdicios e de ser o 4º maior empregador do mundo, não consegue sequer apromixar-se do topo, onde permanece a FRANÇA, a ALEMANHA, a AUSTRIA ...
Esta CLASSIFICAÇÃO, NO MINIMO VERGONHOSA, devia de uma vez por todas colocar os nossos responsáveis pela saúde a pensar. Será que são capazes?!

CM-B Clinical service disse...

LISTAS DE ESPERA NOS HOSPITAIS PÚBLICOS ...
- informação recente da Inspeção Geral de Saúde (IGS)

Foi recentemente divulgada uma informação proveniente da Inspeção Geral da Saúde (IGS), onde se constata que, em 13 Hospitais Públicos as listas de espera, para consulta de Oftalmologia é de 13 meses ! ...Mas, estes resultados referem-se àquelas consultas, que foram requisitadas e onde os doentes ainda foram efectivamente chamados. Mas, se se realizar um levantamento minimamente exaustivo verifica-se que, muitas mais consultas requisitadas a estes e outros serviços, há 2 e mais anos ainda não fotam sequer marcadas, se é que algum dia o vão ser! Muitos casos são do nosso conhecimento.

E, já agora, será alguém de bom senso julga que para as outras Especialidades Médicas e Cirúrgicas o panorama não é idêntico? ... Sabemos que é...até para pior nalgumas delas!

Bom, mas é por tudo isto e muito mais, que nos encontramos no 19º lugar do ranking europeu dos serviços de saúde!

CM-B Clinical service disse...

50 Médicos da Universidade do Minho ...Em 6 anos ...!

- Foram hoje entregues com toda a pompa e circunstância os diplomas aos 50 Médicos RECÉM formados na Universidade do Minho. Os primeiros (imagine-se!), que nem sequer podem ainda exercer Medicina e, muito menos ... a ARTE MÉDICA! Mas, contribuiram para o lançamento da proficua ideia, no País e arredores, de que a Medicina Portuguesa ... está finalmente salva!...Será?

Por falar nisso, qual vai ser a Ordem dos Médicos onde se irão inscrever para, um dia quem sabe, poderem execer a ARTE MÉDICA ... com um pouco mais de modéstia? Não pode ser ... a NOSSA, se considerarmos toda aquela (in)diferença, virtudes únicas, pompa, circunstância e, tanta ...vaidade!

CM-B disse...

Serviço Nacional de Saúde (SNS) a cair inexoravelmente aos bocados mas,...com o ministro patéticamente a sorrir...!

- 1.000.000 (um milhão) de cidadãos sem médico assistente nem "médico de familia",

- Partos que antes sucediam em maternidades (boas ou más mas que sempre tinham mais condições médicas e assistenciais do que... as ambulâncias) e, que agora sucedem regularmente em ambulâncias com a assitência generosa e muito voluntária de bombeiros...numa qualquer estrada ou "itinerário principal"!

- 350.000 (trezentos e cinquenta mil) cidadãos à espera de uma consulta de especialidade hospitalar (diabéticos, hipertensos, doentes cardíacos, doentes de dermatologia, doentes de oftalmologia, ginecologia, doentes de otorrino...)que, esperam anos a fio para algum dia, quem sabe, conseguirem uma consulta!

- Mantém-se e estimula-se a promiscuidade do prestador privado de saúde que, simultâneamente, é funcionário público na saúde....

- Doentes oncológicos (com cancro) ...meses a fio a aguardar uma cirurgia.No minimo ...IMORAL!

- 300.000 (trezentos mil) doentes a aguardar cirurgia nos hospitais públicos!

- Milhares de doentes oncológicos a aguardar consulta e tratamentos de Radioterapia...vários meses. No minimo, devia ser considerado CRIME imputável aos seus responsáveis!

....

Com este cenário tão negro e tão verdadeiro...Só mesmo de um cangalheiro do nosso SNS.

A solução, passa pela libertação destes doentes e dos cidadãos,de modo a permitir, a qualquer doente recorrer ao MÉDICO ASSISTENTE que bem entenda eleger.
Ao Estado caberá, assumir as suas responsabilidades, nomeadamente de regulação, de garantia de qualidade num contexto de concorrência leal e ética e, também financeiras. Estas, que, seguramente, serão infinitamente inferiores áquelas que dispende a manter o "monstro público da saúde" que não responde às necessidades e muito menos às expectativas dos cidadãos e dos doentes.

CM-B.Clinical service disse...

LISTAS DE ESPERA PARA CIRURGIA:

- 1/4 dos doentes que receberam "CHEQUES CIRURGIA" recusou cirurgia e ... preferiu aguardar!

1. Porque os mesmos previam realização de "cirurgias tipo express" ...com internamentos curtos, sem atendimento personalizado ...assim tipo "a despachar" para melhorar a folha do senhor ministro!

2. Porque as alternativas propostas aos doentes limitavam as escolhas a 2-3 unidades de saúde, na sua maioria de Misericórdias,

3. Porque obrigavam a deslocações não previstas do doente,

4. Porque, quem imaginou o "cheque cirurgia" neste modelo, seguramente que não é MÉDICO e, derivado de tal facto, desconhece que, um dos pilares basilares no atendimento e acompanhamento clínico se baseia na RELACÇÃO MÉDICO-DOENTE e, que ao que parece, ainda existe muito boa gente que lhe sabe dar o devido valor considerando-o inultrapassável!

Mais uma "liçãozinha" para um professor que se gaba de "andar há 40 anos nestas coisas da saúde" e, que ainda não tinha aprendido sequer o mais elementar na prestação de cuidados MÉDICOS!

CM-B.Clinical service disse...

Triagem de manchester causa de morte?

O falecimento da senhora Idosa no Serviço de Urgência do Hospital de Aveiro sem ter assistência Médica "determinou" que a

- "Triagem de manchester" matou no Serviço de Urgência do H. de Aveiro? e, que o

- O mesmo Hospital começasse a enterrar a "triagem de manchester" no seu Serviço de Urgência!

Certo é, que depois de tantos milhões de euros e de "entusiasmo balofo", a adaptar as instalações de quase todos os Serviços de Urgência do País, a adequar os recursos humanos e, a treinar enfermeiros, eis que em Aveiro finalmente, se termina com a conhecida "triagem das pulseirinhas coloridas"!
Passou a fazer-se algo na triagem dos doentes que acorrem ao Serviço de Urgência mas, que ainda não se sabe bem o que é....! Triagem de Aveiro?!

O tempo é sempre bom conselheiro!

Esperamos que se aprenda com este caso dramático que foi divulgado porque, quanto aos outros....

CM-B.Clinical service disse...

"HOSPITAIS NÃO PODEM PEDIR EXAMES AOS CENTROS DE SAÚDE"

Noticia que percorreu primeiras páginas de vários jornais diários "cá do burgo" ... Mas, de tão patética, tão inacreditável e de tão grotesca que, julgávamos nós, seria mais uma daquelas que se lança para o Ministério da Saúde fazer o enorme esforço de "pensar algo" e, como de costume, NADA fazer como vem sucedendo desde há vários meses!

Temos de reconhecer que nos enganamos redondamente, porquanto a mesma teve eco nos palácios do governo (ou não viesse daquela sumidade chamada FNAM) e, vai daí, logo aparece uma determinação "SUPRIOR" para que "os hospitais usem rentabilizem os seus recursos"!!

É certo que os Médicos Especialistas Hospitalares observam o doente no âmbito da sua Especialidade o que acontece normalmente UMA ou DUAS vezes no ano, cabendo ao Médico (de Familia - nome pomposo mas...) Assistente observar e acompanar o doente com uma regularidade mensal ou bimensal conforme os casos mas, óbvia e indiscutivelmente, com uma maior assiduidade no contacto com o doente e, com a(s) sua patologia(s).
Daí que seja frequente o Médico Hospitalar, para uma maior comodidade do doente e para lhe evitar mais custos e mais "trabalhos" de deslocação ao Hospital, solicitar ao colega a realização de detrminados exames. Com esta atitude, o Médico Hospitalar pugna e estimula o contacto do doente com o seu Médico habitual e regular e, inclusivamente, mantém-no informado quer da evolução da doença, do plano concreto que se pretende seguir no seu tratamento, prognósticos e, assim estabelece-se uma orientação clara para o doente.

Ora, por motivos exclusivamente economicistas e, imagine-se, também para "poupar trabalho aos médicos do centro de saúde" - que deveriam ser os Médicos responsáveis e mais interessados pelo acompanhamento e orientação regular do doente - determina-se que os exames sejam requeridos e realizados nos hospitais!!
Com esta (des)orientação determina-se o aumento do enorme fosso já existente entre os chamados "cuidados primários" e os cuidados diferenciados! No minimo incompreensivel neste País de contrastes!!

Mas, se a isto acrescentarmos a situação, que é uma entre muitos milhares, como o caso daquele doente de Caminha a ser seguido há 3 anos na "Especialidade de Hematologia no H.S.João no Porto" quanto vai dispender mais só em deslocações....!E, quantas vezes tem de se deslocar ao Porto para realizar análises que num bom laboratório realizaria junto à sua residência e duma só vez!

Será que esta gente pensa?! Será que esta gente está dentro da realidade hospitalar!? Será que querem mesm fazer algo pela nossa Súde?!

Continuemos a aguardar para ver se se faz algo a pensar no doente porque até aqui...quo vadis saúde ....foi-se o merceeiro e ficamos nisto!

CM-B.Clinical service disse...

- CRIANÇAS PORTUGUESAS AS MAIS GORDAS E AS MAIS PEQUENAS...

SEGUNDO O ULTIMO ESTUDO DA UE (união europeia) OS PORTUGUESES SÃO OS MAIS BAIXINHOS E, OS OS MAIS GORDINHOS...

- mais um triste sinal do atraso que este país tem de ultrapassar. Continuamos a ser os PRIMEIROS NO PIOR! Tudo isto, é mais um sinal do atraso que reina nos NIVEIS de EDUCAÇÃO deste país!

- Os sucessivos governos e os respectivos ministros da (des)educação sempre se alhearam relativamente ao futuro, porquanto sempre foram negligentes quer nos curriculas escolares quer mesmo nas orientações pedagógicas para as escolas! Senão vejamos:

1) nas escolas deste país distribui-se às criancinhas o célebre "leite escolar" que é, pasme-se, LEITE CHOCOLATADO!

2) Nos bufets das escolas encontramos unicamente guloseimas, chocolates, rebuçados e tudo o que é pastelaria ...Fruta e legumes nem vê-los!

3) As "refeições escolares" são obviamente "substanciais" porquanto têm de "encher a barriguinha" e vai daí repletas de gordura, de farináceos, batata e uma muito pequena amostra de legumes para...fazer de conta e enfeitar o prato!

4) Neste país os Nutricionistas ainda continuam a "vender" a SOPA, o PÃO e a já gasta "DIETA MEDITERRÂNICA" (comida de pobre) como sendo alimentos e pratos de excelência porque..."enchem"! Dietas repletas de farinácios, de batata, de leguminosas...

Tudo isto, associado aos "chikes" flocos de cereais pela manhã "logo a começar o dia" ... originou uma população GORDA e que continua a ser de BAIXA ESTATURA para continuar a merecer a senda de desprezo e de chacota que os portugueses recebem na Europa!!

Bem, pelo menos aqui temos os Espanhóis perto de nós!